MedicisForma - Medicina do Trabalho, Higiene e Segurança

Proteja, a sua Empresa e os seus Colaboradores

Testes Covid- 19

A MedicisForma disponibiliza testes anticorpos e antígeno para o ajudar a evitar a propagação do vírus COVID-19.
Vamos até si para a sua realização a efetuar em condições de segurança e rigor, para um número superior a 10 testes. Para um número inferior consulte-nos.
Temos disponíveis dois testes rápidos, cujo resultado será entregue aproximadamente em 15m:

  • Teste antígeno, com aplicação nasofaríngeo
  • Teste anticorpos (serológico – sanguíneo)

Contacte-nos para procedermos ao planeamento da realização dos testes.

Como empresário tem Responsabilidade Social.
Evite a propagação do vírus na sua empresa, na sua comunidade e na sua família.

Contactar

Deteção dos Antígenos do SARS-CoV-2

Teste Rápido do Antígeno ICOV-502

O Teste Rápido do Antígeno da COVID-19 (Swab Nasofaríngeo) é um imunoensaio qualitativo baseado em membrana para a deteção dos Antígenos do SARS-CoV-2 na amostra coletada com swab nasofaríngeo humano. O anticorpo do SARS-CoV-2 reveste a região da linha teste.

Durante a testagem, a amostra reage com as partículas revestidas com o anticorpo do SARS-CoV-2 no teste. Então, a mistura migra pela membrana por ação capilar e reage com o anticorpo do SARS-CoV-2 na região da linha teste. Se a amostra contiver os Antígenos do SARS-CoV-2, uma linha colorida aparecerá na região da linha teste. Se a amostra não contiver os Antígenos do SARS-CoV-2, nenhuma linha colorida aparecerá na região da linha teste, indicando um resultado negativo.

Para servir como um controle processual, uma linha colorida sempre aparecerá na região da linha controle, indicando que o volume adequado da amostra foi adicionado e ocorreu a absorção pela membrana.

Ver as instruções completas
MedicisForma - Medicina do Trabalho, Higiene e Segurança
MedicisForma - Medicina do Trabalho, Higiene e Segurança

Deteção de Anticorpos IgG e IgM

Teste Rápido em Cassetes – INCP- 402

O Teste em Cassetes de IgG e IgM (Sangue Total/Soro/ Plasma) para 2019-nCoV é um imunoensaio qualitativo baseado em membrana para deteção de anticorpos IgG e IgM para 2019-nCoV em amostras de sangue total, soro ou plasma. Este teste consiste em dois componentes, um componente IgG e um componente IgM. No componente IgG, IgG anti-humano é revestido na região da linha de teste IgG.

Durante o teste, a amostra reage às partículas revestidas de antígeno de 2019-nCoV no cassete de teste. Portanto, se a amostra contiver anticorpos IgG para 2019-nCoV, uma linha colorida aparecerá na região de linha de teste IgG. Se a amostra contiver anticorpos IgM para 2019-nCoV, uma linha colorida aparecerá na região da linha de teste IgM. Se a amostra não contiver anticorpos para 2019-nCoV, nenhuma linha colorida aparecerá em nenhuma das regiões das linhas de teste, indicando um resultado negativo. Para o controle do procedimento, uma linha colorida sempre aparecerá na região da linha de controle, indicando que o volume apropriado de amostra foi adicionado e que a absorção aconteceu.

Ver as instruções completas

Resultado Obtido em Laboratório

Teste PCR – Polymerase Chain Reaction

Também chamado de teste molecular, este teste para a COVID-19 deteta o material genético do vírus, o ácido ribonucleico (ARN), usando uma técnica de laboratório chamada reação em cadeia da polimerase (PCR).
Uma amostra de fluido é recolhida através de uma zaragatoa longa, inserida na narina e retirando fluido da parte de trás do nariz (cotonete nasofaríngeo) ou inserindo uma zaragatoa na garganta. Os resultados são enviados para o laboratório podendo o resultado estar disponível em horas.

Os testes de PCR são muito precisos quando realizados de maneira adequada por um profissional de saúde, podendo mesmo assim haver falsos negativos (doentes com vírus que não é detetado). Este teste admite resultado de “detetado”, “não detetado” ou “inconclusivo” para a pesquisa de SARS-Cov-2. O resultado “inconclusivo” significa que foram encontradas partes do vírus mas não a sua totalidade. Os testes PCR são a referência para o diagnóstico de novos casos.