Hospital de Santa Cruz realiza tratamento pioneiro por electroporação.

O Serviço de Cardiologia do Hospital de Santa Cruz, integrado no Centro Hospitalar Lisboa Ocidental (CHLO), efetuou uma terapêutica inovadora, a eletroporação focal, no tratamento de doentes com taquicardia ventricular refratária às terapêuticas convencionais incluindo a ablação com energia de radiofrequência.

Foram tratados dois doentes com cardiopatia isquémica, com grave compromisso da contração ventricular. Em ambos os casos o tratamento foi bem-sucedido.

A Unidade de Arritmologia de Intervenção do Hospital de Santa Cruz tem-se distinguido a nível mundial no tratamento de doentes com fibrilhação auricular e com taquicardia ventricular.

A eletroporação é uma nova forma de energia, não térmica, com seletividade para os cardiomiócitos, poupando as estruturas adjacentes. Tem-se mostrado eficaz, parecendo ser mais segura que as técnicas atualmente disponíveis no tratamento da fibrilhação auricular.

De acordo com o CHLO, foi a primeira vez a nível mundial que se efetuou uma ablação epicárdica de taquicardia ventricular com eletroporação focal e assistência circulatória com o sistema Impella® (a menor bomba de assistência cardíaca atual).

A ablação de taquicardia ventricular tem indicação crescente e a eletroporação focal pode permitir tratar com sucesso e segurança doentes que habitualmente têm internamentos muito prolongados em unidades de cuidados intensivos, com elevada taxa de mortalidade.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2023/04/27/tratamento-da-taquicardia-ventricular/