Primeiro programa de Residência Farmacêutica arranca em janeiro de 2023.

Foi publicado esta sexta-feira, em Diário da República, o mapa de vagas do primeiro concurso de acesso à Residência Farmacêutica, o programa de formação pós-graduada de farmacêuticos que arrancará, pela primeira vez em Portugal, em 2023.

O Ministério da Saúde assinala nesta data a abertura de 143 vagas, a maioria no Serviço Nacional de Saúde, no que constitui um marco histórico na diferenciação da profissão de farmacêutico. O Governo cumpre assim um compromisso estabelecido com esta classe profissional, avançando num caminho que contribuirá para aumentar a formação dos profissionais e a qualificação dos cuidados prestados à população.

A Residência Farmacêutica destina-se a três áreas de exercício profissional – Farmácia Hospitalar, Análises Clínicas e Genética Humana – dimensões centrais na atividade farmacêutica hospitalar e que terão também, desta forma, um papel reforçado.

Neste primeiro concurso, neste momento a decorrer, são disponibilizadas 92 vagas na área de Farmácia Hospitalar, 45 vagas na área de Análises Clínicas e 6 vagas na área de Genética Humana. Além das vagas abertas em contexto hospitalar, são abertas oito vagas no Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, laboratório nacional de referência, nas áreas de Genética Humana e Análises Clínicas.

A prova de ingresso na Residência Farmacêutica, que será anual, teve lugar no passado dia 29 de setembro, encontrando-se o processo de ordenação dos candidatos na fase final, à qual se seguirá a escolha de vagas nas instituições. Este primeiro concurso teve a participação de mais de 300 candidatos, o que reflete o interesse dos profissionais na aposta na formação. Os farmacêuticos que forem admitidos iniciarão a formação especializada, com a duração de quatro anos, em janeiro de 2023.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2022/11/11/143-vagas-para-formar-farmaceuticos-especialistas/