Mudança corresponde a uma profunda alteração à orgânica do SNS.

O primeiro Diretor Executivo do Serviço Nacional de Saúde entra em funções esta quarta-feira, dia 2 de novembro, conforme determinado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 98/2022. Durante os próximos três anos, Fernando Araújo irá coordenar a resposta das várias unidades de saúde do SNS, assegurando um melhor funcionamento em rede, o que passa por adaptar e otimizar a capacidade de resposta das várias instituições às necessidades em saúde dos portugueses.

A Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde, com orgânica aprovada pelo Decreto-Lei n.º 61/2022, de 23 de setembro, tem como missão coordenar a resposta assistencial das unidades de saúde do SNS, assegurando o seu funcionamento em rede, a melhoria contínua do acesso a cuidados de saúde, a participação dos utentes e o alinhamento da governação clínica e de saúde. Recorde-se que a Direção Executiva passará também a coordenar a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados e a Rede Nacional de Cuidados Paliativos, o que permitirá acompanhar de forma mais global as respostas aos utentes nos vários ciclos de vida, conforme objetivo estabelecido pela equipa governativa do Ministério da Saúde.

A entrada em pleno funcionamento deste instituto público de regime especial integrado na administração indireta do Estado, prevista para 1 de janeiro de 2023, corresponde a uma profunda alteração à orgânica do SNS, determinante para uma visão mais global do sistema de saúde.

Desta forma, a Direção Executiva conduzirá as adaptações necessárias à concretização das principais políticas e prioridades em saúde definidas pelo Ministério da Saúde, nomeadamente as que constam da proposta do Orçamento do Estado para 2023, já aprovada na generalidade.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2022/11/01/diretor-executivo-do-sns-entra-amanha-em-funcoes/