Data visa consciencializar para a importância do registo como dador.

Comemora-se no próximo sábado, 17 de setembro, o Dia Mundial do Dador de Medula Óssea, uma iniciativa da World Marrow Donor Association, que visa consciencializar o público e os decisores políticos sobre a importância do registo como dador de células estaminais e o impacto do transplante de células estaminais sanguíneas na vida dos doentes.

O Dia Mundial do Doador de Medula Óssea foi instituído em setembro de 2014, e é comemorado anualmente no terceiro sábado de setembro.

IPO do Porto assinala data com o evento «Desmistificar a Dádiva de Células»

Para assinalar a data, o Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil (IPO do Porto) vai realizar a quarta edição do evento «Desmistificar a Dádiva de Células», este ano subordinado ao tema «A importância do suporte familiar».

Durante a sessão, que decorre no dia 17 de setembro, pelas 14h30, no auditório principal do IPO do Porto, vai ser apresentado um estudo pioneiro em Portugal que avalia os outcomes clínicos e a qualidade de vida dos dadores de células e medula óssea.

O objetivo passa por avaliar resultados pós-dádiva, nomeadamente o tempo até a recuperação completa, a prevalência de eventos adversos ou complicações e a qualidade de vida do dador.

«Ao fim de um mês após a doação, cerca de 90% dos dadores têm recuperação completa e não apresentaram eventos adversos ou sintomas pós-doação», explica Susana Roncon, diretora da Terapia Celular do IPO do Porto. Esta análise permite validar as campanhas de desmistificação junto da população e impulsionar a sociedade para a dádiva sem medos ou receios.

O presente estudo incide numa análise exploratória dos primeiros 32 doentes, entre janeiro e junho de 2022.

Com esta iniciativa, o IPO do Porto pretende homenagear os dadores, agradecer a dádiva voluntária e desmistificar receios e ideias erróneas.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2022/09/16/dador-de-medula-ossea-3/